AMVC - Arquitectos e Associados

 

Lote 15, Colina Verde

Situação urbana
O loteamento integra-se numa zona de expansão urbana, definida no PDM como Espaço Urbanizável, Área de Expansão Ae1c. O seu acesso será garantido pelo arruamento previsto no Plano Director Municipal e integrado na zona de intervenção do PP17, a executar com as obras de urbanização do loteamento.
Apresenta uma pendente nascente/poente com óptimas vistas para o núcleo urbano de Viseu. Está previsto o seu atravessamento pela 2ª circular que, ligada à EN 2, possibilitará um acesso rápido ao centro de Viseu.

Conceito de intervenção | programa
O edifício proposto insere-se no polígono de implantação definido em planta síntese do loteamento e tem as seguintes dimensões: 31,00m de frente por 15m de profundidade. O recuado tem menos 3m relativamente ao plano do alçado principal.
A entrada para o edifício surge no alçado principal como elemento integrado, conjugando-se com as habitações propostas. O piso do rés-do-chão diferencia-se dos restantes, assumindo-se como embasamento da composição. Neste piso as varandas surgem como elementos soltos e destacados, quebrando com a horizontalidade dos pisos superiores. Ao nível dos pisos superiores, existem volumes salientes que surgem em balanço na fachada, sempre associados às cozinhas. Pontualmente temos planos dispersos na fachada, de forma a criar um maior dinamismo da mesma.
A parte posterior do edifício, bem como os alçados laterais mantêm a linguagem do alçado principal, definindo um princípio de continuidade do conjunto.

Em termos tipológicos temos:
- ao nível do rés-do-chão temos apartamentos T2 e T3 e acessos à cave;
- nos pisos superiores, quatro apartamentos por piso com a tipologia T3 a usufruir de três frentes;
- no recuado, três apartamentos, dois dos quais (T3) a usufruir de um terraço sobre o piso inferior;
- nas caves, estacionamento em garagens.